25 de agosto de 2015

Texto: Fui passear e refleti sobre a vida

Eu amo o Rio de Janeiro.
Para quem não sabe, sou carioca. Carioca da gema, carioca merrrrrrrmo, e eu amo a minha cidade. Sou realmente apaixonada. É claro que nem tudo são rosas, temos milhares de dificuldades e de pontos negativos, mas quando eu paro para pensar e analisar o que está ao meu redor, é impossível não ficar maravilhada.

Amo esse clima de verão o ano todo (apesar de sentir muita falta de um inverno verdadeiro), as pessoas, os lugares, essa eterna sensação de férias, festas… Felicidade. Acho que esse é o sentimento que melhor descreve, felicidade. Impossível olhar para essas paisagens e não agradecer a Deus.

Ok, e dai né? Hahahaha. Calma, vou explicar!

No último final de semana resolvi tirar um dia para turistar pela cidade com o boy (coisa que eu mais amo fazer, depois de curtir um show). Nosso destino escolhido foi o Pão de Açúcar, o famoso passeio de bondinho. Decidimos ir no final do dia, justamente para pegar o dia, o pôr do sol e a noite. Eu já havia ido duas vezes anteriormente, mas eu era tão pequitita que, sinceramente, nem lembrava de nada.

Como já falei, tenho um caso de amor sério com paisagens, então imaginem a minha empolgação.  Quando cheguei lá em cima e olhei para o que me aguardava… Eu não tinha palavras. É lindo, é incrível e é maravilhoso. Parecia que eu estava diante de uma pintura, e na verdade, não deixa de ser não é?

Rio de Janeiro

Fiquei emocionada. Se não tivesse tanta gente por perto eu com certeza teria chorado, juro hahaha. Me senti minúscula e completamente insignificante diante daquela perfeição. De repente, todos os meus problemas, preocupações e chateações sumirão… Na verdade, me pareceram completamente ridículos e bobos. Foi um momento de grande reflexão e agradecimento.

E é claro, aproveitei para fotografar mucho!!

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Muitas fotos né? Hahaha. Foi muito difícil escolher entre várias, e acreditem, eu enxuguei muito! Desculpem por isso.

Qual meu objetivo com esse post? Sinceramente? Nenhum. Na verdade, não sei. Talvez, apenas compartilhar essa sensação e essa beleza deusa que tenho por aqui. Fiquei tão fascinada que precisava compartilhar.
Talvez também eu tenha exagerado na descrição. Sou tão boba e tão movida pelos sentimentos, que qualquer coisa é capaz de me fazer extremamente feliz. Opa, qualquer coisa não! Foi o Rio de Janeiro, a cidade que eu disse ser apaixonada, a minha cidade. Tá ai o motivo de “cidade maravilhosa”… Com apenas um olhar foi capaz de despertar inúmeros sentimentos e sensações em mim.

Pensando bem, não exagerei não.

Só sei que reacendeu em mim um grande desejo de aproveitar e curtir. Ou melhor, viver. E claro, poder ter o privilégio de ver outras paisagens igualmente lindas em outras cidades e países. São esses momentos que fazem a vida valer a pena e que dão graça aos nossos dias, pelo menos á minha vida e aos meus dias.

Agradecer sempre, aproveitar cada minuto e ir em busca do possível e do impossível.


17 de agosto de 2015
Transição capilar

Transição capilar: get started

Há algumas semanas, fiz um post falando sobre meu drama capilar e mostrando algumas mulheres com cabelos cacheados e crespos maravilhosos. Isso tudo na tentativa de encorajar e inspirar eu mesma, a assumir minha cabeleira do jeito que Deus fez. Nesse mesmo post, recebi vários comentários de pessoas me dando um big apoio e me ajudando ainda mais nesse processo de decisão e aceitação (obrigada lindos ♥). Conclusão? Comecei a minha transição capilar!! Primeiras impressões: isso é mais difícil do que eu imaginava.

Yeah, vou compartilhar todas as etapas dessa minha difícil aventura e espero do fundo do meu core que vocês gostem <3

Quando finalmente tomei a decisão, conversei sobre o assunto com a tia Ana (minha cabeleireira desde quando eu era só um feto, por isso”tia” hahaha) e ela, como todo mundo, me deu um grande apoio e recomendou que eu fosse ao Beleza Natural para pegar algumas informações – para quem não sabe, Beleza Natural é um salão especializado nesse tipo de cabelo. Era basicamente a hora perfeita, meu cabelo já estava com três dedos de raiz natural e isso só no tempo do intervalo entre um alisamento e outro (graças a Deus meu cabelo cresce bem). E lá fui eu \o/. Por lá fiz milhões de perguntas, tirei milhares de dúvidas, falei muito e enchi o saco meeesmo hahaha. O importante é que decidi como encarar esse processo.

O normal e o básico da transição é simplesmente deixar o cabelo crescer, sem fazer mais nada, e ir se virando como der, até o grande BC – “big chop”, o corte onde toda a parte alisada é retirada resultando em um cabelo todo natural e geralmente bem curtinho. Mas eu com certeza não ia conseguir. É, sou fraca e não nego hahahaha. Eu iria surtar, gosto nem de pensar. Então resolvi fazer o tratamento do Beleza <3.

A moça que me atendeu me deu diversas opções, algumas mais “naturais” e outras que ainda usam um tiquinho de química… Advinha qual escolhi?? Já falei que sou fraca, não me julguem!!! Resolvi passar com esse período fazendo o super-relaxante, um processo que utiliza um produto exclusivo feito para o Beleza. Seu objetivo é tirar o volume do cabelo e ajudar na definição dos cachos, nada de alisamento ou formol!

Transição capilar

Sei que o objetivo é parar com todos esses processos, mas analisei o meu caso, as minhas preferências e limites e cheguei a conclusão de que essa seria a melhor maneira (para mim, que fiquei claro!!). Não terei como fugir da parte de duas texturas no cabelo, é inevitável, mas pelo menos será mais fácil de arrumar e segurar enquanto meus cachos não dão as caras. E isso será temporário, só enquanto ainda tenho cabelo alisado.

Juntei a grana e fui na cara e na coragem. Fiz o super-relaxante e cortei uma boa parte do cabelo, para adiantar a sofrência o máximo possível. Essa foi a pior parte hahahaha. Sou muuuito chata com o comprimento do meu cabelo, sempre quis cabelão! Estava na luta para isso e… Opaaaa, olha a tesoura! No início não gostei e fiquei achando super estranho. Acho que o costume estava dificultando a aceitação, porque agora estou até gostando. Não vou dizer que acho lindo e que estou satisfeita, pois seria mentira hahaha. Então vou classificar como bonitinho, dá para viver e me sentir confortável.

Antes de relaxar e cortar

Transição capilar

Depois de relaxar e cortar

Transição capilar

Transição capilar

Transição capilar

Gostei bastante do resultado do relaxamento, aconteceu exatamente o que foi prometido. A raiz está começando a enrolar, só não está alta, e a parte lisa está super tranquila de arrumar, fica ótima sem precisar de chapinha nem de escova! Ficarei fazendo esse processo de cortar e relaxar todo mês até que meu cabelo esteja todo cacheado ♥ (mal posso esperar hahaha).

Já estou me sentindo completamente livre e independente daquela vida escrava que eu levava! Essa liberdade é incomparável e maravilhosa, e só me faz ter mais vontade de ir com isso até o final.


Página 5 de 512345